Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Quiche integral de tofu e legumes

por Catarina Ferreira, em 30.10.16

Adoro quiches, não só porque permitem mil e uma combinações de ingredientes, mas porque são práticas (dão um jeitão para as marmitas do trabalho!), leves e, vamos lá admitir... são deliciosas!

 

Para escapar às simpáticas, mas gordurosas massas folhadas e quebradas de compra, já me apetecia, há muito tempo, fazer a minha própria quiche "do zero", mas tudo quanto era massa me parecia demasiado trabalhoso e complicado mas, recentemente, a receita de massa integral do livro "Cozinha Vegetariana para Quem Quer Poupar" da fantástica Gabriela Oliveira inspirou-me, por fim, a aventurar-me! 

 

O resultado foi esta quiche integral rica em proteína graças ao tofu, à levedura de cerveja e ao iogurte grego, que utilizei para substituir as natas e, que para minha surpresa, desempenhou o papel na perfeição!

Vamos à receita?

quicheintegral1.png

Ingredientes:

(Para a massa)

• 1+1/4 chávena de farinha de trigo com fermento;

• 3/4 de chávena de farinha de trigo integral;

• 1 c.café de sal;

• 1 c.café de óregãos;

• 1/2 chávena de água;

• 1/4 chávena de azeite; 

 

(Para o recheio)

• 100gr de tofu firme;

• 1/2 cebola;

• 1/2 lata de ervilhas;

• 1/2 chávena de cenoura ralada;

• 1 tomate;

• 1 mini pimento laranja (ou vermelho, ou amarelo... o que preferirem!);

• 4 c.sopa de polpa de tomate;

• 4 c.sopa de iogurte grego ligeiro;

• 2 ovos;

• 1 c.sopa de levedura de cerveja (opcional);

• azeite, sal, louro, alho em pó e coentros q.b.;

 

Preparação:

Para fazer a massa, começar por misturar, numa tigela, as farinhas, o sal e os orégãos. Num copo alto, juntar a água e o azeite. Fazer um buraco no centro da tigela com as farinhas e acrescentar o líquido, mexendo rapidamente até formar uma bola que se despegue da tigela. Deixar repousar no frigorífico durante 5 minutos e, de seguida, sobre uma superfície enfarinhada, estender a massa com um rolo.

Untar uma tarteira com óleo de côco e forrá-la com a massa. Com um garfo, picar levemente o fundo e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC por 15 minutos. Quando a massa começar a dourar, retirar do forno e reservar.


QUICHEINTEGRAL3.png

 

Picar a cebola e refogá-la num fio de azeite com uma folha de louro até ficar translúcida. Entretanto, cortar o pimento laranja, o tomate e o tofu em quadradinhos. Juntar, ao refogado, os legumes cortados, o tofu e a polpa de tomate e temperar com sal e alho em pó q.b. Envolver bem, deixar apurar e, se necessário, acrescentar um pouco de água para não secar.

À parte, numa tigela, bater os ovos, juntar o iogurte grego, a levedura de cerveja e os coentros bem picadinhos e envolver até obter uma mistura homogénea. Quando o refogado dos legumes e do tofu estiver pronto, retirar do lume, deixar arrefecer um pouco e incorporar bem na mistura anterior.


Verter o preparado sobre a massa previamente cozinhada e levar, novamente, ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 30 minutos ou até a quiche dourar.

 

Bom apetite! ❤

quicheintegral2.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Muffins" integrais de banana e manteiga de amendoim

por Catarina Ferreira, em 04.06.16

"Muffins", queques... não importa o nome que lhes damos: o que importa mesmo é que é impossível não os adorar! Ficam maravilhosos na mesa de um lanche (ou de um "brunch", porque não?), se os aconchegarmos numa caixinha bonita até podem ser um belo presente para adoçar o estômago e o coração a alguém que queremos bem e, como se não bastasse, também podem ser saudáveis... e estes, inspirados por uma receita do blog da Joana Macieira, são mesmo! :) Não há cá açúcares refinados, nem farinhas de trigo... só há fofura, muita fofura misturada com banana, manteiga de amendoim e pedacinhos de chocolate que se derretem na boca!

muffinsamendoim3.png

Ingredientes (para 11 a 12 "muffins"):
• 1 banana bem madura, esmagada;
• 2 colheres de sopa de mel;
• 2 colheres de sopa de açúcar mascavado;
• 4 colheres de sopa de iogurte grego ligeiro;
• 1 ovo;
• 3 colheres de sopa de leite (usei bebida de côco, mas podem usar o que preferirem!);
• 4 colheres de sopa de manteiga de amendoim
• 1 colher de chá de essência de baunilha;
• 10 colheres de sopa de farinha de trigo integral;
• 1 colher de chá de fermento;
• canela a gosto;
• pepitas de chocolate negro ou chocolate negro partido em pedaços (utilizei seis quadradinhos!);
• óleo de côco q.b. (para untar as formas dos "muffins");

Preparação:

Esmagar a banana com um garfo e juntá-la, numa tigela média, ao mel, ao açúcar mascavado, ao iogurte, à bebida de côco e ao ovo, batendo bem até obter uma mistura homogénea. Acrescentar a manteiga de amendoim e a essência de baunilha e voltar a bater para incorporar no preparado anterior.

Numa tigela à parte, juntar a farinha integral, a canela, a canela e o fermento pó. Adicionar o chocolate aos pedaços e misturar bem.

Juntar os ingredientes líquidos aos ingredientes secos, envolvendo tudo até ficar combinado com o cuidado de não bater demasiado a massa.

muffinsamendoim1.png

Untar as forminhas dos "muffins" com óleo de côco, enfarinhá-las com farinha integral e enchê-las (quase) até cima com a massa, deixando um espacinho para que os queques possam crescer.

Levar ao forno durante cerca de 20 minutos ou até estarem dourados e com o chocolate derretido. Na dúvida, espetem-nos com um palitinho - quando sair limpo, estão prontos!


Como a receita ainda dá bastantes "muffins", o que optei por fazer foi congelá-los e ir descongelando, à temperatura ambiente, durante a noite, conforme a vontade. Depois de descongelar, experimentem aquecê-los durante uns cinco segundinhos no microondas... ficam de babar! 

 

Bom apetite! ❤

muffinsamendoim2.png

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Panquecas (saudáveis) de abóbora e aveia

por Catarina Ferreira, em 29.05.16

Quando imaginamos um pequeno-almoço em grande, é quase crime não pensar nelas: as panquecas são, provavelmente, rainhas no que toca aos favoritos dos mais gulosos - vá, da humanidade em geral! - para começar a manhã, mas ceder à a tentação pode sair caro à dieta e, pior do que isso, à saúde. É por isso que adoro esta versão sem farinha (de trigo), sem açúcar refinado, bem mais saudável e, atrevo-me a dizer, bem mais saborosa que a tradicional. E que tal cobri-las com uma bela colherada de iogurte grego e uma mão cheia de framboesas? Ainda mais irresistível, não é? :)

panquecas3.png

 

Ingredientes (para 5 a 6 panquecas):

• 1 chávena de farinha de aveia;

• 1 chávena de puré de abóbora;
• 1/4 chávena de leite vegetal (usei bebida de côco);
• 2 colheres de sopa de óleo de côco derretido;
• 2 ovos;
• 1 colher de sopa de mel;
• 1 colher de chá de essência de baunilha;
• 1 colher de chá de fermento em pó;
• canela a gosto;


Preparação:

Começar por fazer a farinha de aveia, triturando cerca de 1+1/2 chávena de flocos finos num processador de alimentos. Em alternativa, pode usar-se de compra, mas eu gosto de a fazer em casa e acaba por sair mais barato! Atenção que é importante medir a quantidade necessária para a receita apenas depois de os flocos já estarem em farinha porque a farinha que se obtém é sempre um bocadinho menos do que os flocos que processamos.


De seguida, juntar, numa tigela grande, o puré de abóbora (também usei caseiro - foi só cozer a abóbora com uma raspa de limão e um pão de canela e processar com a varinha mágica), o leite, os dois ovos, o óleo de côco derretido e a essência de baunilha. Mexer bem até conseguir uma mistura homogénea.

panquecas2.png


Noutra tigela, misturar a farinha de aveia, a canela e o fermento. Acrescentar os ingredientes secos aos ingredientes líquidos e envolver até que a massa fique consistente. Refrigerar a massa durante, pelo menos, 10 minutos (eu deixei-a a descansar no frigorífico durante uma noite, cobrindo a tigela com película).


Untar uma frigideira anti-aderente com óleo de côco e pré-aquecer durante cerca de um minuto. Deitar, na frigideira, uma concha do preparado e cozinhar durante cerca de três minutos, até que a massa comece a borbulhar. Virar com a ajuda de uma espátula e deixar cozinhar durante um a dois minutos do outro lado, repetindo o processo até esgotar a massa.

Para servir, basta dar asas à imaginação! :) Optei por acompanhar as minhas com iogurte grego ligeiro, framboesas e um fio de mel e, garanto-vos... ficaram uma maravilha!

 

Bom apetite! ❤

panquecas1.png

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A blogger



Catarina | 26 | Portugal
Jornalista apaixonada pelo audiovisual, ovolactovegetariana quase desde que sou gente, carangueja porque os astros assim entenderam, actual vítima do desconfortável mas milagroso flagelo do aparelho dentário, entusiasta e exploradora recente do mundo da alimentação saudável.

No Instagram



Arquivo de Receitas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Pesquisar no blog

  Pesquisar no Blog